uma lembrança

tu sentias-me, eu nao dizia nada e tu entendias. eramios os dois de poucas palavras. como sempre, os habituais 15 dias de ferias no algarve em familia, mas uns dias antes de partirmos lembro-me de ouvir a minha mãe dizer: "desta vez o afilhado da tua tia vem connosco". quando ouvi aquilo pensei logo q tinha as ferias estragadas, saí do quarto disparada e perguntei o q se passava. "nao te preocupes, ele é da tua idade e engraçadinho", a resposta q me fez agradar e desejar tanto ir. mas logo depois, pensei nos bons gostos da minha mãe e duvidei. passei o resto dos dias a imaginar como ele seria. loiro, moreno. alto, baixo. olhos azuis, olhos verdes. simpatico, antipatico...
quando cheguei finalmente ao algarve, o meu padrasto abriu a porta, pousou as malas, e logo a seguir entrei eu. vi-o sentado no sofa e pensei q ia desmaiar. tinha exactamente a minha idade e era lindo. mal me viu, levantou-se, apresentamo-nos e demos dois beijinhos. bastante moreno, cabelo à surfista e mais alto q eu, era o meu sonho.
nos primeiros dias as nossas unicas palavras eram: bom dia, obrigado/a, boa noite. mas ele e eu entendiamo-nos tao bem. às vezes olhava para ele, ele para mim e soltavamos uma gargalhada, sem dizer uma unica palavra.
na ultima semana, era tudo perfeito. quando acabava de sair da piscina e vinhas ter comigo e aquecias-me, sentia o teu corpo no meu. sentia-me uma autentica princesa, pegavas-me ao colo até à relva, tipo bebé. conversavamos tanto tempo, só os dois. sobre as nossas vidas e sorte de estarmos juntos, de nos conheçermos um ao outro.
lembro-me numa tarde, em q estivemos a jogar à bola dentro de agua, e uma das vezes ela foi parar à terra. e fomos os dois lavar a bola ao duche da piscina. lembro-me de sentir os teus labios nos meus, com a agua gelada, abraçaste-me. senti-me de imediato muito quente, muito aconchegada. depois pegaste em mim, novamente ao colo, e caimos os dois para a piscina. ficamos uns segundos debaixo de agua, abri os olhos, esticaste os braços e demos um abraço. um unico beijo, mas muitos afectos, talvez com maior significado q o beijo.
quando nos separamos, fomos para cidades tao distantes, fiquei sem nenhuma forma de te contactar, apenas com as memorias, as lembranças de bons momentos. agora sinto um vazio dentro de mim. todos os dias q passava ao teu lado eram dias alegres, mal te via, ficava bem disposta. lembro-me de no outro dia, estarmos a ver as fotos das ferias, e apareceu uma foto tua. disse q precisava de ir à casa de banho. sentei-me no chao e, quando dei por mim, estavam-me a cair lagrimas, lagrimas de tristeza, por nao estar contigo, por ter saudades tuas. mas tambem, lagrimas de alegria, dos bons momentos q passamos juntos. desejo muito voltar a estar contigo <3

6 comentários:

- Silvia ♔ disse...

Eu também :D
Obrigado!

Catarina disse...

Oh, obrigada querida :)

Catarina disse...

Gostas de fotografia? :)
Eu este ano queria ver se comprava uma máquina profissional. Vou fazer um book fotográfico para mim e a minha irmã também me pediu um, assim como as amigas dela :b
Mas isso só quando a tiver, e alas não são nada acessíveis, infelizmente....

Catarina disse...

O book? Não, vou fazer por mim :)
E depois, se calhar inscrevo-me numa agência com um trabalho já feito. Mas o book é mais concretização pessoal :)

Filipa. * disse...

existem sempre alguém que marca a nossa vida de uma maneira positiva, deixando sempre saudade :)

Danii disse...

Oh, muito obrigada querida :)
Que texto bonito*